Encontre Livros em Promoção nos nossos Principais Parceiros

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha Submarino

Lady Charlotte and Mr. Philip ¤ Capítulo VI

***
Leia O Capítulo 5, 4, 3, 2, 1

Midford,  25 de Março de 1817

                Caro amigo George Huggins, é inicio de primavera, e como sempre haverá um baile aqui em Combe Down, espero que esteja presente, não haverá muitas pessoas, mas quero que conheça alguns vizinhos meus. Há uma certa Jovem a quem tenho dado minha atenção. Devo dizer, ela é realmente muito bela, e perspicaz, e toca piano lindamente, como anjos voando sobre as nuvens, ela é muito modesta, e tem invadido meus pensamentos. Mas devo confessar que não tinha intenção alguma de que isso acontecesse. Sabes muito bem meu amigo que deste o ocorrido com Louise eu... Eu não me permito tais frivolidades. E para deleite de minha mãe deixei parecer que vou cortejar esta bela jovem. Assim ela pode dar-me algum sossego. Mas receio que as coisas não sairão como planejei. Enfim, venha para o baile, será dia no 2 de abril, venha com tempo, conversaremos mais.


Att seu amigo Seth Philip.


(_.·´¯)*(¯`·._)
Bowerhill, 28 de Março de 1817

Caro Amigo Seth, As noticias aqui em WindMills são as mesmas de sempre. Alegra-me saber que há uma senhorita em teus pensamentos. Desde que cumpri meu papel no regimento em NewCastle, estou sem atividades, e estou na idade para começar a pensar em ter uma dama em minha companhia, estarei ai dois dias antes do baile. 


Att George Huggins

(_.·´¯)*(¯`·._)

O Passeio

Anny era uma jovem alegre, não se importava muito com o cargo do casamento que as famílias proporcionavam, mas tinha o desejo de um dia se casar com quem ela escolhesse, e não por contrato. Anny era uma jovem alta, com traços marcantes, aparentava mais do que sua idade, seu sorriso era algo que reluzia de longe e contagiante, tinha cabelos negros e lisos, diferente de sua Prima/Irmã Charlotte. Ainda que almejasse a felicidade da irmã, temia que assim que ela se casasse com o pretendente escolhido pelos seus pais, e eles logo direcionassem a atenção deste assunto para ela. Anny e Charlotte dialogavam bastante, estavam sempre juntas, compartilhavam a mesma afeição por desenhar e por boas conversas pelo jardim, diferente da irmã caçula, que como a mãe, só pensava em status, riquezas e bailes. Elas não se importavam que o afeto da mãe fosse direcionado grandiosamente para esta, no fundo, até agradeciam.

- Ei, Sra. Philip?! Sra Philip?! Sra. Philip, acorda! - Dizia Any brincando ao acordar Charlotte com travesseiradas.
- Any! Já te disse para parar de me chamar assim! - Respondeu Charlotte dando risada.
- Desculpa - me, "minha cara Srta. Charlotte"! Ambas caíram na risada e Any complementou:
- Levanta - te,  por que finalmente chegou o dia do baile de primavera do Sr. Philip e temos que estar lindas!

Mais cedo naquela semana. 31 de março.

- Seth meu amigo, como tem passado? perguntou George descendo da sua carruagem. 
- Está tudo bem por aqui. Minha mãe e Agnes já chegaram para o baile. e os preparativos estão quase prontos. Venha, entre, Mason lhe mostrará seus aposentos. 

Mais tarde naquele dia.

- George vou a assembléia na vila, é algo que faço duas vezes por mês, deseja me acompanhar? 
- Não, de fato estou com vontade de cavalgar em um daqueles potros que você esconde no estábulo. Eles estão precisando de um passeio. - disse em gargalhadas.
- Deveras estão George, fique à vontade não devo demorar. Leve o potro à aquela colina rio acima. Tem uma bela vista.

- Charlotte, não concorda que está fazendo uma tarde maravilhosa? Seria uma bela tarde para um passeio, talvez uma grande inspiração para nossas futuras pinturas, não acha?
- Querida Anny, se isso é um convite, tenho que lhe desapontar com a minha recusa, estarei um pouco atarefada com a proximidade do baile e não poderei deixar de me preocupar com meus trajes, poderia me fazer companhia, não acha?!
Anny olhou para Charlotte com um olhar de reprovação e logo mostrou seus dentes;
- Oh, minha doce irmã, temo que assim como fizera anteriormente, lhe desapontarei nesta prazerosa tarefa, pois não ousaria perder uma tarde inspiradora dessas.

Charlotte sorriu e antes que virasse para olhar a irmã e respondê-la, deparou-se com seu vulto deixando o quarto e não achou outra alternativa a não ser prosseguir com a procura da vestimenta do baile.

Anny amava andar ao ar livre, admirar as paisagens lhe trazia ânimo, por um instante poderia esquecer suas obrigações e ser o que ela queria.

- Eu poderia ficar aqui para sempre - Pensava Anny como uma forma de fugir da realidade.

Ao longo do caminho admirava cada curva e expressão que a natureza lhe proporcionava, tinha o costume de falar com ela mesma quando Charlotte recusava seus convites.
-Anny, que lindas flores para um belo quadro, seria até um desprazer não pintá-las, e este pequeno lago de fundo...


Anny ainda se encontrava falando sozinha, quando uma voz interrompeu seu 'diálogo' e seus planos de uma nova pintura.

-Precisando de companhia para expressar seus pensamentos, senhorita, se assim posso chama-lá?!

Anny empalideceu e antes de direcionar seu olhar para direção que vinha aquelas palavras, temeu estar em perigo, mas se mostrou forte e com um olhar arrebatador, fitou-o.

George era alto, tinha cabelos de tom castanho claro e olhos verdes, que se confundiam com a cor do lago existente naquele lugar, tinha um sorriso meio tímido e seu rosto era bastante corado. Depois de uma reverência para a jovem que o olhava permitiu ouvi-la.

- Talvez sim, mas o que a presença de um rapaz desconhecido que assusta jovens sozinha em seus passeios de descontração poderia  ajudar?

- Perdoe-me senhorita, se assustei e tirei sua concentração e interrompi seu 'diálogo' com a senhora mesma, devo dizer que fiquei surpreso em saber que não sou o único que conversa com seus próprios pensamentos, por isso ousei-me a distrair-lhe.

Anny sorriu de lado e lhe respondeu:

- Será que posso saber o nome da minha companhia nesta tarde esplêndida?

George meio sem graça, corou mais do que a caminhada anterior o fizera, desmontou do cavalo deu alguns passos a frente, reverenciou novamente a senhorita a sua frente e disparou:

- Perdoe-me a minha falta de postura, me chamo George, fazia parte do regimento de NewCastle até tempos atrás, quando concluí minhas atividades, vim a convite de um amigo muito querido que realizará um....

Teve suas palavras interrompidas pela doce voz de Anny:

- O senhor fazia parte de um regimento? - Não que ela se importasse com jovens de regimentos, Anny tinha espirito aventureiro, e isso poderia lhe render boas histórias para aquela tarde.

-Sim, senhorita...?
-....Anny- Respondeu em seguida com uma leve reverencia e um sorriso que despertou atenção de George, mas ele achou que seria importuno elogiar seus sorrisos e guardou o comentário para si.

O silencio de seus pensamentos foi interrompido pela doce voz:

- Já que o senhor interrompeu meu 'diálogo' com os meus pensamentos e meus planos de um novo quadro, poderia se desculpar falando-me um pouco de suas aventuras quando ocupava seu tempo no regimento, não seria interessante.

George impressionou-se em saber que aquela dama se interessava por suas histórias de oficial, nem seu amigo Philip as suportava, e logo percebeu que faria uma bela amizade, a qual não planejara.
Caminharam em torno do lago, não perceberam o quanto tinham conversado e o quão agradável a companhia era para ambos.

Em um momento de distração e risos George comentou:

- Parece que estou conversando com meus amigos do regimento e não com uma bela dama. - Logo se arrependeu do que falara e esperou o olhar de reprovação de Anny, o que não obteve.

Ela o olhou sorriu e disse:
- Ficaria mais ofendida se o senhor me olhasse como uma futura pretendente e não como uma amiga para compartilhar suas aventuras.

Ambos riram, pois perceberam que poderiam se tornar grandes amigos, Anny teve que se despedir, pois se ausentara de casa por muitas horas, não falaram no baile e nem se fizeram conhecer o quão próximo estavam um do outro pela proximidade de Philip e Charlotte.

- Quando terei a honra de conversar novamente com a minha mais nova amiga?
- Quem sabe em uma outra tarde de distração e susto, querido George?

E se despediram, satisfeitos com a conversação daquela maravilhosa tarde.

Anny chegou em casa reluzindo alegria, Charlotte quis saber o por que. Porém Anny respondeu apenas que tivera excelentes ideias para desenhos e que estava ansiosa por colocá-las em prática.
Mudando de assunto disse:
- Venha Charlotte me diga o que conseguiu adiantar para estar pronta para o baile de depois de amanhã? E ambas foram olhar suas fitas e vestidos.


Leia o Capítulo 7

***
Com Contribuições de:
Angélica Damasceno, Camila Ribeiro, Michelly Cruz.


Digite seu Email e Fique por Dentro de Tudo que Acontece Aqui, Posts, Promoções e Sorteios:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos.
Marque a opção Notifique-me para receber a resposta ao Comentário.
Se quiser que eu responda por email, não se esqueça de deixá-lo aqui.
Se encontra algum erro no blog por favor nos avise!
O Comentário estará Disponível Após Moderação.

Quer deixar seu link? Use essa Dica

Topo