Encontre Livros em Promoção nos nossos Principais Parceiros

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha Submarino

{RESENHA} O Clube De Leitura De Jane Austen - Livro

O Clube De Leitura De Jane Austen - Livro




O Clube de Leitura de Jane austen

Lançamento da Editora Rocco


Antes de começar a ler folheei todo o livro. Ele tem orelhas muito boas maiores que metade da capa, e as  folhas amareladas que proporcionam uma agradável leitura, e um cheirinho de livro irresistível!
Posso dizer que amei a capa, esses 6 assentos diferentes: Uma poltrona amarela super confortável que até o cachorrinho se acomodou nela - deve ser de Jocelyn, uma poltrona branca que diz eu sou chique e tenho um conforto relativo. Uma bela poltrona verde com pezinhos estilo rococó, uma cadeira de balanço, uma cadeira sem conforto algum de madeira e uma cadeira de bar. Fiquei pensando se será que elas representam cada personagem do clube? 

O Clube De Leitura De Jane Austen - filmeO tom róseo da capa traz muita calma e cativa. Descobri folheando que a autora (Karen Joy Fowler) deixou ao fim do livro sinopses dos 6 romances discutidos no clube. 
É importante não pular o prólogo, se é que alguém o faz ou iria fazer, nele encontramos a descrição da "AUSTEN" ou melhor de como cada integrante feminino do clube enxergava Austen. 
Ninguém sabe como é a "AUSTEN" do Grigg.



Eu sei eu sei que todo mundo já viu o filme. Mas ainda assim pretendo fazer essa resenha sem spoilers. Os Tópicos/Capítulos são divididos de acordo com os meses em que foram lidos os 6 livros.

Março | Emma


Em março leram Emma na casa de Jocelyn, e em meio a discussão sobre Jane Fairfax, Frank Churchil, Emma e Mr. Knightley, fatos sobre a juventude de Jocelyn e Silvia são revelados.  Com tamanha quantidade de detalhes que me fizeram ter que relembrar que o livro é sobre o clube de leitura e não sobre a vida de Jocelyn. A discussão sobre Emma parece me ter ficado em segundo plano, é tarde na noite e há um nevoeiro sendo esperado, acontecimento esse que leva Grigs a dizer que pela sua falta de experiência em dirigir por nevoeiros,  irá embora mais cedo. Ele se retira antes mesmo que possam falar de Harriet Smith, as mulheres ficam e continuam o debate, mais tarde lavando copos Silvia e Jocelyn comentam sobre os acontecimentos atuais da vida de Sílvia.

Abril | Razão e Sensibilidade

Novamente houve riqueza de detalhes da vida da pessoa anfitrião desse mês, nesse caso Allegra. Decidi ir me acostumando pois deverá ser assim também nos próximos outros 4 meses. Também houveram bons pontos levantados na discussão de R&S: 1.Jane Austen sempre fala de assuntos corriqueiros da época dela, isso é fato, vez por outra ela ironiza isso também. Ex: O dinheiro das famílias sempre passa ao filho mais velho, isso não é incomum. A pergunta levantada é : Com que frequência isso aparece na literatura? E também os problemas das mulheres mais velhas, em geral não interessam os escritores. Mas Jane os cita e os traz à baila. 2. Sempre há nos livros de Austen os finais felizes, mas e aquelas personagens que não alcançam o final feliz? O debate de março disse que é nessas pessoas que precisamos prestar atenção, por que ninguém o faz. Mas a Senhorita Austen as colocou ali por algum motivo. Dentre outras discussões muito boas.


Eu imaginei que o Sr. Palmer de R&S(sempre o imaginarei como o DR. House, não tem jeito) e o Sr. Bennet de O&P devem ter sido inspirados em um mesmo cavalheiro.
Entre o mês de Abril e Maio há um fato interessante sobre o primeiro livro de Austen e como fora rejeitado. Fato apropriado nesse  momento dado aos detalhes da vida de Allegra e sua ex/namorada Corinne.

Maio | Mansfield Park

A anfitriã esse mês foi a Professora de Frances Prudie. E logo no inicio houve uma conversa entre ela e Jocelyn sobre como os personagens do filme foram alterados em relação ao livro, mudanças drásticas, há logo em seguida uma discussão sobre Fanny e Mary Crawford e sobre como Mary carrega a inteligencia e vivacidade de Jane Austen(que alegadamente era namoradeira em seus tempos de juventude) e nada sobrara a Fanny. Os Detalhes da vida de Prudie são os que mais gostei, amei conhecer um pouco do Dean, seu marido, não lembro disso no filme, acho que ficou meio no ar. Também até aqui eu não tinha ainda descoberto quem narra o livro. Parece que o Narrador se inclui nos fatos e acontecimentos. Mas não deu para saber que ele ou ela é. Não houve o encontro do clube nesse mês devido a eventos na família de Prudie.

Junho | A Abadia de Northanger 

Grigg  recebeu as meninas para o encontro desse mês. Ele preparou o lanche(coisa que deixara as mulheres preocupadas) e a casa parecia deixar as mulheres meio enciumadas, vocês vão entender ao ler, é engraçado até mesmo um tapete da casa fez com que elas se ressentissem um pouco dele. Fato interessante: Grigg dentre todos do clube é o único que havia lido os Mistérios de Udolpho. Mas isso era de se esperar, ele também era o único que lia ficção cientifica.


Julho | Orgulho e  Preconceito

Neste mes todos foram convidados para ir a uma festa com baile, a pedido de Silvia, para uma festa de arrecadação de fundos pra a biblioteca( Silvia trabalhava em uma, mas não percebi se era esta mesma da festa.) Prudie e Bernadete observaram que haviam muitos homens ricos com esposas mais novas. Depois de analisarem bem a situação Prudie concluiu que preferira ser professora de francês a se casar por dinheiro. Allegra levantou um ponto interessante e um tanto polemico: Charlotte Lucas talvez seja Gay. Achei interessante por que eu mesma quem voz falo acho que talvez Caroline Bingley o fosse, mas nunca tinha pensado assim de Charlotte. Bernadete é a experiencia em pessoa. Conta bastante detalhes de sua vida, e no fim desse capitulo nos presenteia com um desfecho para Mary e Kitty Bennet.

Agosto | Persuasão

Persuasão foi lido, novamente na casa de Silvia. Neste mês houveram muitas reviravoltas deliciosas. Um personagem usou Persuasão como ajuda para reaver sua antiga vida. Talvez tenha sido golpe baixo, mas foi u bem dado.


Pontos que fiquei meio confusa.

Encontrei no livro várias palavras que necessitavam de um asterisco e nota de rodapé. Incomuns no nosso idioma ou em desuso. Ex. "Rabdomante"(precisei olhar no Google), "acha" não no sentido de achar(o que presumi ser um toco de lenha). Vicejava, estola, ipecacuanha(brasileira, porém nunca ouvi falar), a posteriori(latim), olmo, e também as citações em francês de Prudie não tem tradução e/ou não foram especificadas.

Fim do Livro

O Clube De Leitura De Jane Austen - Livro


Há um epílogo que mostra acontecimentos três meses depois da leitura e discussão do ultimo livro.
Encontrei no fim do livro também Reações de familiares e amigos ao ler alguns dos livros escritos por Jane Austen, bem como críticas de admiradores e detratores dela ao longo de um par de séculos. Quando Prudie pergunta a Bernadete se ela ainda acreditava em finais felizes somos levados a perguntar isso para nós mesmos. Eu Ainda Acredito? Persuasão é definitivamente meu livro favorito da Srta. Austen. E sim eu acredito em finais Felizes.

Comecei o livro com sede de ler debates sobre a obra de Austen e aprender mais sobre ela. Mas concluo dizendo que a grande sacada de O Clube de Leitura de Jane Austen é analisar nossas próprias vidas à luz dos fatos e casos relatados na rica obra dessa maravilhosa autora que foi capaz de escrever 'livros realmente perigosos', 'livros em que as pessoas acreditam, mesmo centenas de anos mais tarde.' É ter vislumbres e descobrir conexões. Confesso que fiquei tensa em algumas partes dos relatos pessoais. me irritei e ri muito em outros. Talvez tenha ficado um pouquinho decepcionada esperando mais de Austen, mas de modo algum fiquei decepcionada com o livro, realmente gostei muito de lê-lo e agradeço a Editora Rocco por me proporcionar isso, com tanta antecedência. Para as Janeites que esperam encontrar um livro semi-biográfico de Austen (como eu), já aviso de antemão: você reencontrará partes da sua própria vida em contemplação da vida e obra de Jane Austen.



Quotes que amei!


"-Ele é um rabugento! -Só com Emma, só com a mulher que ele ama!"
 "-Talvez por isso não faça sentido estender a mão em busca de uma oferta melhor."
 "Silvia havia perdoado Allegra por quase ter mudado de ideia acerca da noite...Havia perdoado Allegra até mesmo pelo grave crime de tornar Allegra infeliz."
"...Aparentemente tem tudo a ver com segundas chances. Esse é o livro para mim..."
"-As vezes um gato Branco é só um gato branco."
"-Havíamos todos permitido que Austen entrasse em nossas vidas e agora estávamos todos casados ou namorando."


O Clube De Leitura De Jane Austen - quote

"O mero costume de Aprender a amar é a questão."  Jane Austen, 1775-1817



Onde encontrar:
Digite seu Email e Fique por Dentro de Tudo que Acontece Aqui, Posts, Promoções e Sorteios:


18 comentários

  1. Oi, tudo bom?
    Que bacana! Eu tenho muita curiosidade sobre esse livro (não vi o filme pq quero ler primeiro), mas não imaginava o uso de tantas palavras difíceis! Ah, amei os quotes que você colocou, eu amo separar minhas frases favoritas também, acho que dão mais vontade ainda pra quem tá lendo a resenha de ler o livro!

    Parabéns pela resenha!

    http://viveremdoismundos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, achei o livro meio confuso e diferente do que eu esperava... gostei da forma como vc escreveu a resenha, destacando cada parte e cada personagem, além da descrição da edição fisica. Quero na minha estante também.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. OOi!
    Ainda não li um livro da Austen, porém, pretendo resolver esse problema em breve.
    Apesar de parecer ser um livro bem confuso, haha, para os fãs da autora deve ser uma ótima pedida. Não sei se eu leria por agora, mas, talvez mais para frente.
    Ótima resenha!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  4. Oie
    infelizmente ainda não li nada da Jane austen mas quero muito ler esse livro, parece ser muito amor, e fiquei sabendo que tem filme, espero poder ver depois de ler

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Eu ainda não li nada da Jane, mas pretendo e logo. Estou até de olho em uma edição de Orgulho e preconceito para comprar, rs. Bem, como conheço pouco da autora ainda, não me da tanta vontade de ler o livro por agora. No entanto, é uma leitura que pretendo fazer sim quando ler coisas da autora. Adorei a sua resenha, bem completa e com as informações que nós leitores precisamos saber sobre o livro. Anotada a dica :D

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Quero muito este livro, ainda que não seja quase uma biografia da Austen! Lembro de quando vi o filme e me encantei com a vida de cada personagem sendo mostradas em paralelos com as obras da autora e fiquei apaixonada! Pelo que pude perceber, o livro também é assim né? Com o plus de que encontramos fragmentos de nossas próprias vidas com esta leitura. Ainda que tenha te decepcionado no aspecto biográfico (que não é), fiquei super curiosa com a leitura, ainda mais depois de ler os quotes selecionados. Espero poder ler em breve!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  7. Rabdomante? Socorro, também vou ter que olhar no Google... Hehe... Esse livro é uma das minhas próximas leituras, mas decidi ler antes os três livros da Jane Austen que não li para aproveitar melhor. Mas pelo que li na sua resenha não é necessário, né? Achei bem legal isso de sabermos mais da vida de cada anfitrião e o livro nos permitir analisarmos nossas próprias vidas.

    ResponderExcluir
  8. OI!

    Já assisti o filme e é um dos meu favoritos, entretanto pretendo ler o livro esse ano. Espero que minha curiosidade seja saciada, além de ser contagiada por toda essa animação perceptível em sua resenha. Acho que se o romantismo contido no filme for similar ao impregnado na obra serei envolvida em todos os sentidos e virarei fã da autora.... Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li nada da Austen, mas fiquei encantada com esta edição. Acho que este detalhe das possíveis notas de rodapé neste tipo de palavras são bem vindas, quem sabe em uma próxima edição a editora corrija isso.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Rose, seria bem vindo a mudança desses detalhes na segunda Edição. Por isso não pude deixar passar.

      Excluir
  10. Olá!
    Eu não conheço completamente nada desse autor, nenhuma obra mesmo, apesar de já ter ouvido falar dele. Eu fiquei meio confusa com a ideia desse livro, não consegui sentir vontade em lê-lo, mas achei bem diferente o modo como você resenhou o livro (e a proposito, eu não conheço nem o filme. Estou me sentindo quadrada). Eu acho que não leria o livro, acho que não faz muito o meu gosto. Talvez mais pra frente eu tente, mas por enquanto, prefiro não ler.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nayara, é o primeiro livro da Karen que leio, ela é uma autora moderna. E sobre obras e filmes Aposto que já assistiu As Patricinhas de Beverly Hills na sessão da tarde, se sim, sabe que fora Inspirado em Emma de Jane Austen. Ou o Filme Sem Prada Nem Nada foi inspirado em Razão e Sensibilidade também de Jane Austen.

      Excluir
  11. Olá!
    Apesar de já ter ouvido falar muito da Jane Austen e até mesmo de ter um livro dela que ganhei nunca li um livro sequer dela. Gostei da sua resenha e e fiquei bem curiosa sobre a escrita da autora, porém o que me deixa bem chateada, e não só com a Jane, são essas palavras totalmente desconhecidas para o vocabulário de 99% dos leitores. É válido aprender novas palavras, mas o excesso delas acaba nos fazendo ter que parar diversas vezes atrás do seu significado, nos fazendo perder o raciocínio.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Taisa, aproveite e comece com o que voce tem, irá gostar. As Palavras difíceis, no entanto, são da autora Karen Joy Fowler e não de Jane Austen, e passaram despercebido aos tradutores da editora.

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Acredita que ainda não li nada da Jane Austen???? Um absurdo, não é mesmo? Kkkkk, quero muito ler logo, logo "Orgulho e Preconceito"! Achei essa capa tão lindíssima e além disso a edição tá maravilhosa pelo visto! Espero ler logo, logo!

    Beijos,
    Lu - www.justificou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Menina, acredita que nunca li nada da Jane... E esse ano pretendo ler, pois leitor que é leitor já leu jane austen não é mesmo ahahhaha
    Adorei saber que as folhas são amareladas e as orelhas grande... Adoro livros assim, já começa bem né ahhaha Não tinha lido ainda nenhuma resenha do livro ainda, e fiquei animada com sua. Agora sobre o ponto negativo de palavras que não sabemos o significado, esse é um dos motivos que me deixa um pouquinho de medo em relação aos livros clássicos. E menina, nunca iria saber o que é Rabdomante ahahhahahahhaah.
    ótima resenha.

    ResponderExcluir
  14. Eu nem sabia que tinha livro desse filme, o qual comecei a assistir há um boom tempo atrás, mas nunca terminei. Gosto muito da escrita da Jane Austes e geralmente absorvo tudo o que é produzido e relacionado a ela. Ainda não li todos os seus livros, mas estou a caminho disso!

    Acredito que o que você disse que o livro realmente é, é o que realmente vale. hà várias biografias de Austen espalhadas... Esse livro trouxe um diferencial tremendo para quem deseja conhecer mais sobre os livros... E os leitores de Jane!

    Desejo já!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos.
Marque a opção Notifique-me para receber a resposta ao Comentário.
Se quiser que eu responda por email, não se esqueça de deixá-lo aqui.
Se encontra algum erro no blog por favor nos avise!
O Comentário estará Disponível Após Moderação.

Quer deixar seu link? Use essa Dica

Topo