Encontre Livros em Promoção nos nossos Principais Parceiros

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha Submarino

Como lidar com a solteirice?


Emma woodhouse em solteirice

O que eu mais admiro na Emma Woodhouse é a sua auto-estima. Vocês já perceberam que ela não tem conflitos com relação à sua aparência, aos seus modos, à sua vida? Ela é amada por todos - e sabe disso!

Nós sabemos que ela tem seu lado imaturo – tanto que, por causa disso, acabou magoando algumas pessoas -, mas ela se ama e ponto final.

Estou relendo Emma, no momento, e me divirto com ela. Uma passagem do livro, em especial, me chamou a atenção: o que Emma fala sobre “ser solteira”. Ela está conversando com Harriet, e essa diz que ser solteira “é pavoroso”. Ao que Emma responde, cheia de confiança (e preconceitos!):

- Não se preocupe, Harriet, não serei uma pobre solteirona; e é a pobreza apenas o que torna o celibato lastimável para almas generosas! Uma mulher solteira com uma renda muito baixa pode ser uma solteirona ridícula e desagradável, motivo de escárnio para as crianças; mas uma mulher solteira de boas posses é sempre respeitável, e pode ser tão sensível e agradável como qualquer outra pessoa.

Essa fala da Emma é a prova do quão auto-confiante ela é, pois, em toda a obra da Jane Austen, a solteirice é uma preocupação enorme, principalmente para as mulheres. Lembremos de Charlotte Lucas, em Orgulho e Preconceito, que, de forma totalmente pragmática, se casou com Mr. Collins, para não ser um “estorvo” para os pais. Mas, se lembrarmos da Jane Austen, ela própria viveu e morreu corajosamente solteira, mesmo não sendo rica como Emma.

Na minha fase de adolescência, lembro que não fui sempre como a Emma, cheia de segurança por estar sozinha. Já tive fases em que me senti carente mal por não ter um namorado. Foi, então, que um livro especial caiu em minhas mãos. É o CARTAS A UM JOVEM POETA, do escritor tcheco (na época, Império Austro-Húngaro) Ranier Maria Rilke. Nesse livro, Rilke dá conselhos a um rapaz que pretende ser escritor. Mas os conselhos não ficam na esfera da escrita: Rilke acaba dando conselhos para a vida! E um desses conselhos me tocou de forma especial na época em que o li e me fez olhar com bons olhos para a solteirice – e a tirar proveito disso. Vou compartilhar esse conselho com você:


É bom estar só, porque a solidão é difícil. Se uma coisa é difícil, motivo mais forte para a desejar. Amar também é bom, porque o amor é difícil. O amor de um ser humano por outro é talvez a experiência mais difícil para cada um de nós, o mais superior testemunho de nós próprios, a obra absoluta em face da qual todas as outras são apenas ensaios. É por isso que os seres bastante novos, novos em tudo, não sabem amar e precisam aprender. Com todas as energias do seu ser, reunidas no coração que bate inquieto e solitário, aprendem a amar. Toda a aprendizagem é uma época de clausura. Assim, para o que ama, durante muito tempo e até durante a vida, o amor é apenas solidão, solidão cada vez mais intensa e mais profunda. O amor não consiste em uma criatura se entregar, se unir a outra logo que se dá o encontro. (Que seria a união de dois seres ainda vagos, inacabados, dependentes?) O amor é a oportunidade única de sazonar, de adquirir forma, de nos tornarmos um universo para o ser amado. É uma alta exigência, uma cupidez sem limites, que faz daquele que ama um eleito solicitado pelos mais largos horizontes. Quando o amor aparece, os novos apenas deveriam enxergar nele o dever de trabalharem em si próprios. A faculdade de nos perdermos noutro ser, de nos entregarmos a outro ser, todas as formas de união, ainda não são para eles. Primeiro, é preciso ajuntar muito tempo, acumular um tesouro.

Se você está só e não é como Emma Woodhouse, espero que esse conselho sirva como um bálsamo para você olhar para a sua solteirice com bons olhos. E aproveitar, como diz Rilke, para “acumular um tesouro” em si.

Até segunda-feira que vem!

Yours faithfully,
Rebeca Miscow


(do blog Desanuviando)




Digite seu Email e Fique por Dentro de Tudo que Acontece Aqui, Posts, Promoções e Sorteios:


6 comentários

  1. Obrigada pelo texto e pela dica, quero muito ler "Cartas a um jovem poeta" agora.... *-*
    Boa semana. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro todo é maravilhoso, Viviane! Vale a pena!
      Bjos,
      Rebeca

      Excluir
  2. É como eu disse uma vez a uma amiga: "Antes de querer amar alguém, você tem que aprender a se amar! Se você não sabe ser feliz sozinha, quem dirá na companhia de outra pessoa? Relacionamentos são complicados, nem sempre não sinônimos de felicidade eterna. Se a sua Felicidade depende dos outros, você nunca será feliz de verdade."

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto! No momento estou lendo "Persuasão", mas logo mais irei ler novamente Emma, esse texto me deixou com mais vontade ainda de reler =)

    Beijos, Pri
    vintagepri.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos.
Marque a opção Notifique-me para receber a resposta ao Comentário.
Se quiser que eu responda por email, não se esqueça de deixá-lo aqui.
Se encontra algum erro no blog por favor nos avise!
O Comentário estará Disponível Após Moderação.

Quer deixar seu link? Use essa Dica

Topo