Encontre Livros em Promoção nos nossos Principais Parceiros

Livraria da Travessa  Livraria Cultura Livraria da Folha Submarino

JANE AUSTEN E OS DIAS ATUAIS - TCC da Dani Carvalho - Parte 6



5 JANE AUSTEN E OS DIAS ATUAIS:


Vivemos dias em que a Internet está em alta. Jane Austen não podia ficar para trás em relação a isso. São inúmeros blogues e páginas do Facebook, que homenageiam esta incrível escritora.  Esse capítulo irá mostrar através de uma entrevista, como Jane Austen continua sendo amada por tantas pessoas, independente da profissão, sexo, idade e nacionalidade.
A entrevista contém sete perguntas, mas a sétima só será feita e respondida por pessoas que criaram alguma página na internet em homenagem a Jane. As seis perguntas serão feitas e respondidas por pessoas que curtem e seguem alguma dessas páginas.
Seguem as perguntas:
1- Como você conheceu as obras de Jane Austen?
2- Qual o seu livro favorito e por quê?
3- Cite um trecho de uma das obras da Jane que você mais gosta:
4- Quem Jane Austen é para você?
5- Qual o personagem que você mais gosta e por quê?
6-Porque você acha que as obras de Jane Austen  conseguem conquistar tantas pessoas?
7- Porque você resolveu criar uma página na Internet em homenagem a ela?

Agora vamos as respostas:

Liliana, 25 anos, Programadora, Portugal, (Página do Facebook: Jane Austen Fan)

1- Há 3 anos eu tive um acidente de carro, por consequência fiquei alguns dias em casa. Estava a passar os canais, para ver o que estava dar na televisão quando mudei para o Hollywood e reparei que estava a dar um filme de época (que são os meus preferidos) e gostei tanto que fui pesquisar sobre a obra e a autora.
2- O meu livro favorito é o "Orgulho e Preconceito" porque é uma obra que nos segura, que nos cativa do inicio ao fim e mesmo a história em sim é encantadora, com muitas lições de vida que até para a nossa actualidade é importante.
3- "Metade de mim é angústia, outra metade é esperança. Não me diga que é demasiado tarde, que sentimentos tão preciosos morreram para sempre. Ofereço me de novo a si com um coração que ainda é mais seu do que antes, quando quase o despedaçou há oito anos e meio."  (Carta de Capitão Wentworth – Livro: Persuasão- Capítulo 23- página: 193,194)
4- Para mim, a Jane Austen não foi só uma grande autora mas também uma grande mulher pois todos sabemos que ela era uma mente muito aberta  para sua época  e isso deve-se ao facto de ela transmitir as suas ideias com um carácter firme, seguro e muito corajoso. 
5- A minha personagem favorita é a Elizabeth Bennet pois ela, tal como a Jane Austen, era uma mulher com uma mentalidade muito avançada para o seu século e gosto de pensar que é a personagem mais parecida com Austen.
6- Para já, acho que quem conhece história sabe perfeitamente o quanto difícil era uma mulher destacar-se mas ela conseguiu e o mais incrível é que ainda consegue, na nossa atualidade. As obras dela acho que inspiram as pessoas para não desistirem de encontrar o amor das suas vidas pois cada uma das suas personagem quase perdem a esperança devido às circunstâncias da vida e, como sabemos é essa a nossa realidade, é lidar com situações muito complicadas mas, apesar de tudo, nunca desistir. No meu caso ensinou me isso e muito mais. Acho que me fez perceber que devemos gostar de nós como somos, a defender as nossas ideias e ensina-nos a ter amor próprio! 
7- Porque eu queria partilhar a minha experiência e queria conviver com pessoas que compreendessem a minha admiração por ela. Em Portugal, acho que são muito poucas as pessoas que conhecem a grande Jane Austen portanto decidi que iria criar uma página mundial para conhecer pessoas de todo o  mundo que partilhassem a minha paixão por ela. (Março de 2014 é data de criação da página, não sei o dia).

Luana Sousa, 20 anos, Desempregada, Fortaleza CE (Página do facebook: No Mundo de Austen )

1- Foi a uns três anos atrás. Uma amiga havia assistido Orgulho e Preconceito na tv e se apaixonou pela história (e pelo Matthew rsrs) Tive que aturá-la falando do filme por uma semana! E aí eu pensei "Vou assistir e ver se é tudo isso mesmo". E foi. A partir daí comecei a buscar tudo a respeito da tal autora que criou essa magnífica história e me apaixonei por esse universo.
2-Tenho um carinho especial por todos os livros da Jane, e apesar de amar ardentemente Orgulho e Preconceito, meu favorito é Emma. Acho fascinante o desenrolar da história e o fato da protagonista ser mais uma anti-heroína, cheia de defeitos, mas que evolui com o tempo, além do romance ser perfeitamente imperfeito, o que o torna bem mais real.
3- "A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, embora as palavras são muitas vezes utilizados como sinônimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. Orgulho se relaciona mais a nossa opinião de nós mesmos, e a vaidade, com o que queríamos que os outros pensassem de nós." (Orgulho e Preconceito - Capítulo 5- Página 28)
4- Uma boa amiga. Um ícone. Uma mulher excepcional.
5- Amo a sensatez do George Knightley e a personalidade da Lizzie Bennet.
6- Eu acredito que seja porque por baixo de todos os vestidos, bailes e boas maneiras, as personagens vivenciam situações simples e até mesmo comuns; como se apaixonar pelo melhor amigo, julgar outros a partir de uma primeira impressão, perder ou reconquistar um antigo amor...Coisas que muitos de nós já vivenciamos.
7- Eu quis compartilhar com outros amantes da literatura suas obras, pensamentos e sentimentos. Acho que uma escritora tão talentosa como ela não deve cair no esquecimento. E é ótimo que hoje, mais de 200 anos depois de sua morte, suas obras tenham o reconhecimento que merecem. Criei essa page no dia 27 de Abril de 2014.

Francielle, 21 anos , Auxiliar de RH,  Campinas- SP (Página do Facebook: Adaptações de Jane Austen)

1- Eu já ouvira falar dela algumas vezes, mas nunca cheguei a saber o que ela escrevia direito. Em 2009 uma amiga da escola me disse: "Você precisa ler Orgulho e Preconceito". Me apaixonei de cara, e comecei a procurar os outros títulos na Biblioteca Municipal. Mas só tinha outros dois: Razão e Sensibilidade e Persuasão. Desde então comecei a ler, comprar e assistir os títulos dela, e as inspirações Emotion heart.
2- Sempre é difícil escolher entre Orgulho e Preconceito e Persuasão, mas costumo usar um critério (talvez estranho) que é mais ou menos, a quantidade de personagens que eu gosto no livro (além dos protagonistas). E Orgulho e Preconceito ganha em disparada. Além disso, a história do cara orgulhoso e da mocinha preconceituosa, que são forçados a rever seus conceitos, é uma lembrança firme de que mudar é preciso.
3- "É certo que eu não tenho um talento que muita gente possui — disse Darcy: — o de conversar facilmente com pessoas que não conheço. Não consigo encontrar o tom apropriado nem me fingir interessado pelos assuntos dos outros, como vejo acontecer freqüentemente" -  (Orgulho e Preconceito- Capítulo 31-página 145 )
4- Jane Austen representa a força de um ideal, de um sonho. Mesmo não tendo sucesso em sua época, Jane não deixou de escrever suas histórias. E de imprimir nela criticas a sociedade, a condição feminina, a realidade que existia naquela época. Se eu tivesse que resumir Austen em uma palavra, seria "coragem". Ela teve muita coragem em ser quem era, mesmo que ela não tivesse muito ao seu favor.
5 - Darcy! É muito óbvio que o amo por todos os motivos clichês, e que suspiro sempre que assisto as adaptações dele. Mas acho que me identifico muito com o personagem, consigo me ver nele. (Obviamente sem as mil libras). Gosto de como ele é essa pessoa taciturna e com dificuldades de se relacionar, mas luta contra isso, porque descobre que o mundo não gira ao seu redor. Mas meu maior amor por ele deve-se ao fato dele ser diferente da maioria dos personagens que a gente se depara por ai, ele É um cavalheiro. Não porque puxa a cadeira, ou empresta o casaco, mas porque aprende a respeitar a Lizzy, e não se impor.
6 - Acho que essa pergunta é muito difícil, mas ao mesmo tempo imagino que seja a forma como ela cria alguns personagens bem complexos e mostra as dificuldades do amor. Emma precisa quase perder pra se dar conta que ama George, e que nunca o teve. Lizzy fica sem esperanças de ter outra chance (um chance real) com Darcy. Anne teve, mas deixou Wentworth partir. Mas talvez sejam os bailes, as carruagens e as declarações ardentes que ela criou.  ( hahaha )
7 - Uma amiga sempre me chamou pra ser cdc na página que ela era adm. Quando aceitei e comecei a ver que gostava de fazer isso, piadas bobas, homenagens e coisas do tipo. Pensei: Será que eu conseguiria fazer algo sobre Jane? A ideia veio tímida, e eu acabei cedendo. Daí criei a página em Maio de 2014, e desde então ela se tornou minha queridinha. Emoticon heart Um lugar que eu brinco, e aprendo sobre esse mundo de Austen, que nunca para de crescer!

Angélica, 26 anos, Freelancer ,Minas Gerais, ( página do Facebook: Amantes de Jane Austen; Blog: http://amantesdejaneausten.blogspot.com.br/ )

1- Um dia fui à casa de uma amiga que havia recebido visitas. Eram três moças. E como sempre começamos a falar de filmes, as três moças que tínhamos conhecido, eu e minhas duas irmãs.
E como sempre garotas, começamos a falar de comedias românticas, dai a romances. E a mais velha das nossas novas amigas citou de cor a Declaração de Mr. Darcy, em que ele dizia para Elizabeth que ela tinha enfeitiçado seu corpo, e sua alma, e que ele a amava. 
E daí em Muitos suspiros... rss
A partir daquele momento tínhamos que conhecer este tão maravilhoso filme, ela falou o nome e eu e minhas irmãs fomos à locadora pra encontrar.
Ficamos sabendo que era baseado na obra de Jane Austen. E nos apaixonamos Matthew Macfadyen é claro.
Daí queríamos ler o livro, pra saber se o filme era fiel. Antes disso eu só tinha lido aqueles livros obrigatórios da escola. Mas esse era diferente.  E também li Razão e Sensibilidade. Que são os únicos dois encontrados na biblioteca da minha cidade.
Uma vez assistindo "A casa do lago", ouvi a protagonista, interpretada por Sandra Bullock, dizer que tinha esse livro, Persuasão, que ela tinha desde jovem e tinha perdido na estação de trem, sobre duas pessoas que se amavam e tinham deixado tempo demais passar. E que a autora era Jane Austen. Quis imediatamente conhecer. E vi os dois filmes, e me apaixonei  por Anne Elliot e pelo Capitão Wentworth, bem mais que por Lizzie e Darcy. Desculpem, é a verdade.
2- O meu livro favorito é Persuasão. Embora eu não tenha lido Mansfield Park, nem A Abadia de Northanger, eu ainda consigo dizer que Persuasão é meu livro favorito porque conta a história de duas pessoas que se conheceram, se apaixonaram, se amaram, tendo o amor um do outro, e mesmo que não tenham ficado juntos naquele momento, o amor deles perdurou por muito tempo, foram 8 anos, e logo ao se verem, eles notaram que ainda se amavam. Amavam aquela pessoa que para um, tinha partido seu coração, e  para o outro, tinha deixado de fazer parte do dia a dia deles. Quando a Anne, ela viu o capitão, ela sentiu que não tinha deixado de amar ele. E o mesmo foi com o capitão, que não conseguia parar de pensar nela. Ele sabia que a amava desde de sempre. Não foi a toa que eles terminaram juntos. Foi uma história linda, e eu gosto de histórias lindas, com finais felizes e românticos. Acho que muitas pessoas esperam isso acontecer em suas vidas, como um relacionamento que foi terminado, e as pessoas esperam que um dia possam ter aquele relacionamento de novo. E eu também espero isso para mim. Por isso que eu penso que essa é uma história que nós queremos que aconteça. Foi perfeito!
3- O trecho que eu mais gosto, não é surpresa que está em Persuasão: “Não podia ter havido dois corações tão sinceros, nem gostos tão semelhantes, nem sentimentos tão uníssono, ou rostos tão amados.” (Persuasão- Capítulo 8- Página 55)
4- Quando conheci Jane Austen, não conheci exatamente ela. Conheci Orgulho e Preconceito, e a partir daí descobri que Jane Austen era a escritora do livro. Depois quando vi a Casa do Lago, conheci Persuasão. Depois li Razão e Sensibilidade, e também Emma.
E para mim Jane Austen é uma escritora que escrevia aquilo que a gente sente. A gente vê tanto problema e sofrimento, que uma história boa, agrada o coração da gente. As histórias que ela escreveu naquela época, são hoje muito famosas, e agradam as pessoas de hoje também. Muitos têm preconceito de começar a ler um livro que em 200 anos, mas quando leem é uma paixão infinita, é maravilhoso como acontece. E eu gosto muito dela também porque ela não escreve o que as pessoas querem, ela escreve o que vai agradar mesmo sem você saber que aquilo é o que te agrada.
5- Eu gosto do Capitão Wentworth. É uma coisa difícil de explicar, porém se você o conhece é bem simples. Ele se apaixonou pela Anne, de uma forma assim, que acho que todo mundo iria querer uma paixão assim. Ele a conheceu na simplicidade dela, na delicadeza. Ele nem prestou atenção, ou nem percebeu que ela era filha  de quem ela era, o senhor Walter Elliot, que era exibido e metido. E assim ele se apaixonou por ela, porém ela era jovem na época, e foi facilmente persuadida a não ficar com ele, mas ela o amava. Mas ele foi pro mundo, ele trabalhou, ele subiu na profissão, ganhou dinheiro, ele não procurou ter outras namoradas naquele época, ou seja, cortejar outra pessoa. Quando ele voltou, ele achou que ela não gostava dele, mas o sentimento  dele estava lá do mesmo jeito, profundo e crescendo, embora não correspondido. Ele se manteve fiel, mesmo quando ele estava cortejando a Louisa, ele não estava cortejando ela, estava deixando ela cortejar ele. Se fosse pra acontecer, ia acontecer, mas quando ele soube que todo mundo achava que ele estava cortejando a Louis, e ela  achava estar meio noiva dele, ele se afastou pra não deixar a menina iludida, porque ele ainda gostava da Anne, e esse amor profundo , sincero e constante é o que me faz gostar do capitão.
6- Acho que Jane conquista tantas pessoas porque seu trabalho não mostra só conto de fadas, por traz de cada pessoa e história existe aquilo que é verdade e que toca , principalmente quando  mostra  que cada pessoa pode ser  feliz independente  dos preconceitos da sociedade. E que cada sentimento pode ser real, mas que devemos  usar a razão  para guiá-los. E que nem sempre aquilo que queremos ó que precisamos. E que nossas decisões devem ser bem ponderadas antes de serem tomadas.
7- No final de 2013, resolvi criar um blog para reunir filmes de época que eu amava. Fiz até uma page no face. Podem notar lá que a primeira capa tinha escrito Filme de época.  Mas tudo que eu postava era sobre JANE AUSTEN. Então mudei o nome para Amantes de Jane Austen. E o blog também.  E a comunidade foi crescendo. Tenho muito a agradecer, pessoas que deram dicas de divulgação como a Adm da página Literatura de Época.  E tantas curtidoras que só me inspiraram a crescer e divulgar.  E as Cdc's que ajudam a página a crescer, a mais antiga Juliana Grilli e também as mais novas. 
Estou sempre trabalhando em algum post novo, ou pesquisa, ou imagem engraçada para deliciar-me e a vocês também.  Meu pai até fala....: 
"Toda vez que olho pra tela desse computador tem uma frase de Jane Austen, ou ta vendo Jane Austen, ou tem uma foto dos filmes de Jane Austen..."
E sempre tentando Austenizar nossas amigas...

Lorraine Stephane,19 anos, Estudante de Engenharia  de controle e automoção, Itabira-Minas Gerais

1- Conheci as obras da Jane no ensino médio. Um dia rondando a biblioteca a procura  de um livro interessante  para ler, encontrei um volume  de Orgulho e Preconceito e me interessei pelo nome . Como não era acostumada  com romance de época  (o único livro do gênero que li foi O Morro dos Ventos Uivantes, e ele não é romântico como Orgulho e Preconceito), acabei não gostando no começo, mas diferente dos outros livros que eu não gosto, esse eu não parei  de ler, alguma coisa  me impulsionava a ler  todos os dias, e então chegou a primeira declaração de Mr. Darcy, e a partir daí foi amor aquela obra.
2- Livro favorito com certeza é orgulho e Preconceito, além de ser o xodó por ter sido o primeiro, não há como não se apaixonar por ele. A Lizzy é um exemplo de mulher determinada e que luta pelo que acha certo, sabe aceitar que está errada e volta  atrás quando isso acontece. É um exemplo a ser seguido. E como não amar um homem que é capaz de tudo pela família, que não se torna mesquinho, avarento e nem esnobe por causa da sua fortuna. Que é um bom patrão, e demonstra bondade para com os menos afortunados. Que é um amigo leal, capaz de fazer tudo pela felicidade do amigo e voltando atrás depois de ver seu erro e concertando para que ele seja feliz. E é claro que não podemos esquecer seu imenso coração, ele foi capaz de tudo para ver feliz sua amada, ele abriu o coração para que ela o entendesse, o que é muito surpreendente já que homens não gostam de mostrar seus sentimentos, pois não querem ser considerados fracos. Ele foi capaz de buscar mudar, concertar seus erros para que a mulher que ele amava aceitasse sua mão em casamento. É o sonho de toda mulher ter um homem que a ame de modo tão ardente.
3- Acho que a frase que mais me define é: "...parecia ter tanto medo de ser notada e elogiada como as outras mulheres têm medo de ser esquecidas." (Mansfield Park - cap. 21- página 240)
4- Para mim, Jane Austen foi uma mente brilhante em uma época em que para as mulheres, falar era um crime Mulheres antes eram tratadas como apenas um enfeite na sociedade, só serviam para ter filhos e administrar a casa. Austen mesmo sabendo que seria julgada, foi contra isso, zombou dessas amarras que prendiam as mulheres, mostrou através  das personagens que mulheres  tinham uma personalidade e são inteligentes.
5- Minha personagem favorita é Anne Elliot. Ela é tanto racional quanto sentimental. Ela amou um homem e lhe foi fiel mesmo sem esperanças. Ela sofreu, mas escondeu sua dor para não preocupar quem a amava. Mesmo sabendo que era só para chamar a atenção, ela cuidava da irmã mais nova de modo afetuoso. Mesmo sabendo que a obrigação não era sua, ela cuidou do sobrinho. Mesmo sofrendo e sendo mal tratada pela família, sendo tida como inferior, ela nunca deixou de amá-los e cuidar deles. Foi amiga de uma mulher que não lhe daria nada em troca além de amizade.  E acima de tudo  perdoou todos os erros de seu amado e mesmo tendo uma mulher como rival nas atenções dele, tendo quase perdido  ele para esta mulher, cuidou dela, sendo uma das responsáveis por ela ter sobrevivido. Por tudo isso e por muito mais admiro e muito Anne Elliot.
6- Por mais que as obras de Jane Austen tenham sido escritas a séculos atrás, elas ainda permanecem atuais. Ainda hoje existem tabus a serem quebrados. Parece que vivemos no presente, mas a nossa mente  ainda está presa  no passado. Ela criticava o espaço da mulher na sociedade e isso ainda é um grande problema, pois as mulheres ainda não tem os mesmos  direitos, não podem falar o que querem, recebem menos  que os homens em alguns lugares. Eu posso falar que já ouvi a seguinte pergunta: Porque está fazendo esse curso? Só porque predomina homens ao invés de mulheres. Austen já falava disso a séculos atrás, então é difícil não ler  e se identificar  com sua obra, e acho que esse é um grande motivo  das obras  dela conquistarem  tantas pessoas.
O outro motivo seria o sonho de ser a heroína determinada que é uma das características de Austen. Elas não ficam esperando um príncipe para salvá-las, como estamos acostumadas a ver. E por último vemos o amor vencendo barreiras, uma bela história  de amor sempre  conquista o público. O que faz ela ser eterna , é que suas histórias não são melosas, fala de amor mas de modo romântico, racional, engraçado. E como não sonhar com um homem que é capaz de tudo pra te conquistar, que é capaz de abandonar todas as suas mágoas, de concertar todos os seus defeitos para que a amada o aceite. E amo também a oportunidade que Austen dá para seus personagens se explicarem através de cartas. Todos que assistem  ou leem seus livros  provavelmente  sonham  em receber uma carta apaixonada como aquelas. É uma pena que isso não é mais usado.

Horadya Emanuela de Castro, 21 anos, estudante de Designer, Paragominas / PA

1- Eu estava com 16 anos e minha professora de literatura passou um filme na sala. Me apaixonei logo no começo. Era Orgulho e Preconceito. Foi o meu primeiro contato com o mundo de Austen. Demorei um pouco pra eu saber que era a adaptação de um livro. No outro ano, uma amiga que havia ido embora me mandou uma foto do livro, ai eu busquei mais informações a respeito da obra e da autora.
2- Meu livro favorito acabou sendo Orgulho e Preconceito por dois motivos: Porque foi meu primeiro contato com o universo Austen e porque dos enredos, esse foi o que mais me cativou. A critica exposta nele é muito justa e muito atual, pois existe ainda muito preconceito entre classes sociais. Os protagonistas são marcantes, em especial Lizzie, com toda sua expressão e autenticidade.
3- Precisa ser só um? (huahua). Minha citação favorita é: “Não sei determinar  a hora, o lugar ou o olhar, ou  as palavras que lançaram os fundamentos. Faz muito tempo. Já estava  no meio quando percebi que tinha começado.” (Orgulho e Preconceito- Capítulo 60- Página 298 )
4-Jane foi uma autora incrível, que conseguiu enxergar além de seu tempo, que não se prendeu a padrões e regras, tinha expressão, pensava... pra mim ela foi  alguém que se fez diferente , mas também  era de uma sensibilidade intensa, sentia e reproduzia esses sentimentos muito bem em suas obras. A qualidade do trabalho dela é difícil superar.
5- Lizzie. Como eu não li todas as obras ainda, existem alguns personagens que não conheço as características para saber também. Portanto, minha preferida é Elizabeth Bennet, até porque somos um pouco parecidas. Ela é forte, intensa, fala o que pensa, sempre inserindo um sarcasmo e deixando claro sua opinião. Adora livros, não age conforme os outros querem que ela haja formadora de opinião, adora a família por mais que contraditória que seja, não tem vergonha de ser quem ela é. Mesmo tendo uma personalidade forte, ela tem uma alma romântica.
6-As obras de Austen conquistam as pessoas até hoje porque não viram o passado. Como eu disse, Jane estava a frente do seu tempo, e as criticas a sociedade que ela observa e destaca, não mudaram com o passar dos anos. Tudo se modernizou, mas alguns preconceitos permanecem arraigados até hoje. Nossa sociedade infelizmente ainda é determinada por padrões ridículos de conduta e a segregação de classes, mesmo com a democracia, ainda existe. Austen foi feliz em notar isso e expor seus pensamentos escrevendo romances belíssimos... É meio como se as obras dela não virassem passado.

Edivaldo Jr., 21 anos, Estagiário do Ministério Público ,Goiana- PE

1- Conheci através de um sermão de paul Washer e por conscidência  uma amiga minha era fã da autora e me passou as obras.
2- Abadia de Northanger, porque denota o quanto a sociedade se transformou em querer fazer as coisas por dinheiro e com um bom humor relembra aspectos virtuosos que deveriam ser conservados da feminilidade.
3- Minha citação favorita é: “Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de me permitir dizer com quanto ardor eu admiro e amo você.” (Orgulho e Preconceito - Capítulo 34- Página 155)
4- Uma autora a ser indicada a todos.
5- Mr. Darcy. Gosto dele porque busco ser o mais gentil quando possível e sou imensamente apaixonado.
6- Porque em relacionamentos cada vez mais efêmeros, Jane resgata a virilidade perdida com infantilização do homem e a sutileza feminina que foi esmaecida com o tempo, mas ambos os aspectos fazem falta hoje.

Emily Correia, 17 anos, Estudante de Letras na UFRPE, Canhotinho- PE,

1- Eu conheci Austen quando assisti o filme Orgulho e Preconceito de 2005 (eu acho). Eu já tinha ouvido falar do livro e amo filmes que são baseados em livros clássicos, e me apaixonei pela história, então eu comecei a pesquisar mais e descobri outros livros e muitas curiosidades sobre a época e a autora.
Eu gostaria que o amor fosse tão simples como era naquela época, gostaria que as regras para o romance fossem iguais as do tempo dela. Hoje em dia as pessoas não sabem mais se valorizar e os homens não sabem mais agir como cavalheiros e não tomam mais a iniciativa, isso frustra muitas mulheres que ainda gostam do romantismo. Eu sou evangélica, e acho que as igrejas poderiam usar os livros da Jane Austen para ensinar aos jovens sobre amor e relacionamentos.
2- Meu livro favorito é orgulho e Preconceito, porque a história de amor mais romântica já escrita, em que os dois personagens são imperfeitos, mas precisam mudar para estar  a altura do amor  que desejam.
3- Nossa... esse é difícil... é: “Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de me permitir dizer com quanto ardor eu admiro e amo você.” (Orgulho e Preconceito- Capítulo 34- Página 155)
4- Uma mulher a frente do seu tempo, observadora e inspiradora. Uma mulher que sabia como tocar as pessoas, e que tinha um senso crítico e de ironia particulares.
5- Eu gosto do Sr. Bennet, porque ele é engraçado, culto e inteligente. Tem um senso de humor muito incomum e eu gostaria muito de ser como ele. Ele é muito critico com a sociedade em que vive e ama muito sua família.
6-Porque ela criou personagens reais, com defeitos e qualidades. Ciou um homem que não é nada perfeito (Sr. Darcy). Mas que tem um coração verdadeiro e um amor puro.

Gabriella Souza, 21 anos, Estudante de direito, São Bernardo do Campo / SP

1- Conheci Jane Austen quando era pré-adolescente, por volta dos meus 13-14 anos. Eu tinha acabado de ver um pedaço do final do filme Orgulho e Preconceito da Keira e fiquei encantada e precisava saber que autor era aquele.
2- Meu livro favorito dela? Acho que agora porque faz tempo que li Orgulho e Preconceito, seria Persuasão meu favorito. O romance, a superação, a força do amor pra mim e o pensamento da Anne que é bem avançado pra ela, assim como é pra Lizzie são incomparáveis pra mim.
3- “Você trespassa a minha alma. Sou agonia e esperança. Não me diga que é tarde demais, que tais preciosos sentimentos se foram para sempre. Eu volto a me oferecer a você, com um coração ainda mais seu do que quando você quase o partiu, oito anos e meio atrás.” (página 193 - capítulo 23)
4- Jane pra mim é um expoente: totalmente a frente de seu tempo, com uma inteligência extraordinária e um talento pra escrita sem igual. Sua capacidade é rara e que hoje não se encontra com facilidade.
5- Lizzie e Anne Elliot são minhas personagens prediletas. Elas são independentes, diferentes pra época e simplesmente maravilhosas no seu jeito de ser. São únicas e não escondem quem são.
6-Acho que isso acontece porque ela não é só mais um romance como falam de autoras como Júlia Quinn ou Eloísa James. As obras dela tem uma pesada crítica social a época que ela viveu, e isso se reflete na forma como ela criou suas personagens: mulheres independentes, que não se sujeitam as demandas que a sociedade impõem a elas. Por isso gostam. Sem falar no fato de que são realmente atemporais. As exigências da sociedade podem até ter mudado com o tempo na aparência, mas a essência se manteve praticamente a mesma.

Michelle Motta, 23 anos, Secretária, Rio de Janeiro

1- Conheci Jane Austen sem querer, quando do visitar uma amiga e passeando pelos canais encontrei Orgulho e Preconceito 2005 e me apaixonei. Fui pesquisar o filme na Internet e descobri que era baseado num livro. E aí começou minha paixão literária!
2- Meu favorito é Orgulho e Preconceito, por ter sido o primeiro que eu descobri e por ter captado a essência do feminismo em uma época machista e patriarcal como a Inglaterra do séc XIX.
3- "É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro em posse de grande fortuna necessita de uma esposa." (Orgulho e Preconceito- Capítulo 1- Página 15)
4- Jane Austen é um exemplo a ser seguido. Uma mulher autêntica, perspicaz, inteligente, irônica, que conhecia a essência do amor, mesmo sem nunca ter se casado.
5- Mesmo não sendo de O&P, minha favorita é Fanny Price. Uma mulher frágil (saúde), mas de personalidade forte, observadora, que não se deixa influenciar, tem a cabeça no lugar, e sabe seu lugar no mundo.
6- Porque são atemporais. As temáticas permanecem, os problemas, a ironia, o bom humor. É apaixonante e intenso, sem nada de vulgar. E saber que independente de qualquer coisa o final feliz estará lá no final é maravilhoso.

Ultima Parte:
CONCLUSÃO     
Digite seu Email e Fique por Dentro de Tudo que Acontece Aqui, Posts, Promoções e Sorteios:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos.
Marque a opção Notifique-me para receber a resposta ao Comentário.
Se quiser que eu responda por email, não se esqueça de deixá-lo aqui.
Se encontra algum erro no blog por favor nos avise!
O Comentário estará Disponível Após Moderação.

Quer deixar seu link? Use essa Dica

Topo